Ganhar dinheiro online com Jardinagem pelo Marketing Digital

Ganhar dinheiro online com Jardinagem pelo Marketing Digital

Esse vídeo mostra na prática e com números reais como você pode utilizar o nicho de jardinagem, paisagismo, e também qualquer outro nicho, para ganhar dinheiro na internet.

Se você quer saber sobre outros nichos, deixa aí nos comentários o nicho que você gostaria de explorar e eu gravo um vídeo fazendo o levantamento para você. De grátis, free, 0800… rsrsrs

O segredo é apenas utilizar as estratégias corretamente e seguir o passo-a-passo.

Quando você tiver uma lista considerável de pessoas que te seguem e apreciam o que você compartilha com eles, ficará fácil recomendar honestamente um produto ou serviço, que pode ser seu ou de outro, que seja verdadeiramente relevante e significativo para esse seu público.

O seu “seguidor-amigo-cliente” vai entender que o seu objetivo ao indicar aquele produto é apenas ajudar e não vender algo forçadamente.

O mais interessante é que cada conteúdo estrategicamente publicado se tornará um “vendedor amigo” 24h para você sem que você precise ficar fazendo ofertas.

Eu recomendo muito que se você puder fazer um esforço e adquirir esse treinamento, ele será o melhor investimento que você vai fazer, pois tem todo o passo a passo detalhado em vídeo, de forma muito didática e exemplificada para você montar seu negócio online, sustentável, crescente e permanente.

Link do Treinamento:

http://bit.ly/curso-fno-jacksonjorge

Mas se você não tiver mesmo nenhuma condição de investir no treinamento, pode começar com essa versão gratuita (link abaixo) que já vai dar uma boa ajuda inicial.

http://bit.ly/2VLlvuf

As etapas serão basicamente as seguintes:

  • Escolher o nicho (e os produtos, se for trabalhar como afiliado)
  • Criar a sua identidade (Nome, logotipo, foto)
  • Criar o Blog / Site
  • Criar perfil na rede social
  • Criar o canal no Youtube
  • Planejamento do conteúdo inicial
  • Postagem dos primeiros conteúdos

A partir daí sua estrutura estará montada e partir daí é apenas manter e começar a colher os frutos.

Vamos agir

Enfim, o sucesso está à frente e transformação começando, o primeiro passo precisa ser dado e depende de você.

Se ficar preso no medo nunca conseguirá prosseguir.

Comente aí qual é o seu medo e o que te impede de avançar, que vou tentar te ajudar.

Marketing Digital – Transforma vidas, inclusive a sua

Marketing Digital – Transforma vidas, inclusive a sua

O Marketing Digital está em todo o lugar na internet, e você pode encontrar os conceitos e definições mais variadas, algumas curtas e objetivas, outras enormes e complexas, e até as mais absurdas que não diz nada com nada.

Mas hoje quero mostrar para você que a maior grandeza e benefício do Marketing Digital é a oportunidade de transformar vidas, as do seu público e a sua.

E essa transformação ocorre quando você entende todo o conceito, que não precisa ser complexo, mas sim profundo e verdadeiro, e que vou tentar redefinir com a seguinte frase:


“Marketing Digital são ações estratégicas de comunicação online que conquistam amigos e seguidores transformando-os em clientes”

Jackson Jorge

Nessa definição enxuta nós temos:

O que é: Conjunto de estratégias de comunicação colocadas em prática;

Onde ocorre: Online, ou seja, principalmente pela internet;

Objetivo: Conquistar amigos e seguidores transformando em clientes.

Agora vamos destrinchar esses elementos para chegar no propósito inicial apresentado que é a transformação de vidas com o marketing digital.

Quando acontece a transformação de vida do seu público?

A transformação de vida começa ocorrer quando o objetivo definido neste conceito é alcançado.

Quando você entrega para a pessoa que compõe o seu público, ou seja sua “persona” ou “avatar”, o conteúdo, seja ele em vídeo, áudio, texto ou produto que impacta ou pelo menos ajuda a resolver um problema, incômodo ou anseio dessa “persona” de alguma forma, você começa a ser visto por essa pessoa como alguém relevante, especial e talvez até amigo.

Aí começa um tipo de “relacionamento digital”, como “você” resolveu um problema que essa pessoa tinha, ela começa automaticamente a te acompanhar e ter uma disposição natural em continuar “consumindo” aquilo que você produz, afinal, ela entende que o seu principal objetivo é ajudar e não em tirar algo dela, como acontece no formato tradicional de marketing e venda.

Até aqui, a primeira fase da transformação de vida já aconteceu, que é a pessoa que você alcançou através das suas ações.

 E que transformações são essas?

O tipo de transformação que poderá ocorrer nas pessoas que compõe seu público vai depender diretamente do que você está entregando para elas.

No nicho de saúde alimentação por exemplo, quantas pessoas você pode estar ajudando a melhorar hábitos alimentares para ter melhor qualidade de vida?

Se for sobre negócios e finanças, poderá estar ensinando e incentivando muitos à conseguir uma nova forma de sustento, uma nova profissão.

E no segmento de beleza, já parou para pensar quantas pessoas não conseguem olhar no espelho porque não se sentem bem consigo mesmas?

Relacionamentos que podem ser transformados apenas seguindo alguns bons conselhos que você pode compartilhar.

Enfim, a oportunidade de transformar vidas que o marketing digital proporciona é imensurável.

E quais transformação na acontece na vida de quem faz o marketing digital?

A primeira transformação que acontece na sua vida quando você começa a desenvolver um negócio próprio de marketing digital, é o seu crescimento intelectual, e isso acontece em várias esferas.

Primeiro no seu próprio nicho de atuação, pois quando ensinamos e compartilhamos informações, inevitavelmente passamos a buscar mais e mais conhecimento na área e isso vai acontecendo de forma gradual tornando-nos “experts” no assunto. Afinal, quem ensina é quem mais aprende.

Além disso, seu conhecimento também amplia exponencialmente na questão técnica de marketing, empreendedorismo, internet e produtividade, pois são assuntos que você estará lidando naturalmente no seu dia a dia em pequenas porções e isso vai ampliando muito seu “Know how” nessa área.


Por fim, ocorre a transformação na sua qualidade de vida, pois o marketing digital como negócio, se estruturado corretamente, funcionará quase tudo no “piloto automático” e você terá mais tempo para desfrutar a vida fazendo que dá te dá prazer.

O fato de ser on-line proporciona total mobilidade e você poderá trabalhar de onde quiser e no horário que achar mais conveniente para você.

Como ganhar dinheiro com o Marketing Digital

Se você chegou até aqui e conseguiu entender o conceito, agora ficará fácil compreender como toda essa maravilha de negócio transformador poderá pagar suas contas e muito mais que isso.

Quando você tiver uma lista considerável de pessoas que te seguem e apreciam o que você compartilha com eles, ficará fácil recomendar honestamente um produto ou serviço, que pode ser seu ou de outro, que seja verdadeiramente relevante e significativo para esse seu público.

O seu “seguidor-amigo-cliente” vai entender que o seu objetivo ao indicar aquele produto é apenas ajudar e não vender algo forçadamente.

Você não precisa ser vendedor… Aliás, nem deve!

A grande mágica do negócio é que você não precisa e nem deve ficar oferecendo produto nenhum, você vai apenas disponibilizar nas seus canais (Blog, Youtube, Facebook, Instagram) de forma estratégica esses conteúdos relevantes para ele, que em determinado momento poderá (ou não) conduzí-lo a compra, e pimba! O dinheiro entra na sua conta.

O mais interessante é que cada conteúdo estrategicamente publicado se tornará um “vendedor amigo” 24h para você sem que você precise ficar fazendo ofertas.

Estratégia de sucesso do Marketing Digital

Não existe uma única estratégia, mas sim uma estrutura base que é o início de tudo e a partir daí alguns ajustes e adaptações conforme o seu nicho, irá te conduzir para resultados cada vez melhores.

Obviamente não tem como explicar tudo de uma única vez aqui, mas vou tentar resumir a estrutura básica necessária e nos próximos posts e vídeos vou aprofundando com mais detalhes em pontos específicos.

Site / Blog

Esse é um dos mais importantes, é onde estará todo o seu ativo principal e onde você criará um funil para a construção da sua lista de contatos.

Muitos dizem por aqui que o blog hoje é dispensável e que dá para ganhar dinheiro sem ele, utilizando apenas as redes sociais. Eu concordo que é possível ganhar dinheiro sem ele, mas é arriscado, e vou explicar.

Montar toda sua estrutura confiando apenas nas redes sociais é como você construir uma grande casa em um terreno emprestado, se algum momento a rede social que você utiliza mudar as regras (como já aconteceu várias vezes), você poderá perder tudo e ter que começar do zero.

Youtube

O Youtube é atualmente o 2º site mais acessado no mundo, perdendo apenas para o site de busca do Google.

Mas ele tem ainda uma vantagem sobre o primeiro que é o formato que o conteúdo é entregue, fazendo com que as pessoas permaneçam mais tempo nele.

Por isso, ele tem um potencial gigantesco de geração de tráfego, sendo no momento um dos meios mais rápidos de conseguir crescimento de tráfego orgânico, ou seja, aquele que você não precisa pagar para receber visitas.

Ter um canal no Youtube com publicações regulares de vídeos estrategicamente preparados, pode acelerar em até 10x seus resultados no marketing digital.

Tem vergonha de gravar vídeos?

Isso é muito comum, inclusive vou deixar aqui o link do canal da Jeisy Rocha que é especialista neste assunto.

Mas o fato é que é possível fazer vídeos sem aparecer, são vídeos de apresentação ou tutoriais, e eles podem dar também ótimos resultados. Um bom exemplo disso é o canal Universo Curioso que tem milhões de inscritos e publica vídeos de curiosidades apenas com montagens de fotos e outros vídeos.

Redes Sociais – Facebook, Instagram, Linkedin, Twitter…

São tantas redes sociais que é normal ficarmos perdidos, mas meu conselho é que você comece com uma ou no máximo duas, e depois vai ampliando se achar necessário e estiver tudo sob controle na primeira.


Mais importante do que a quantidade, é a qualidade, ou seja, escolha uma rede social e faça bem feito.

Atualmente, dependendo do nicho, o Instagram pode proporcionar um crescimento e resultado mais significativo, mas isso pode variar conforme o seu público.

Independente de qual rede social seja, o importante são os seguintes pontos:

Frequência: Postar com regularidade, preferencialmente nos mesmos horários conforme seu público.

Naturalidade: O principal objetivo da rede social é o relacionamento, então ela não deve ser apenas para você ficar jogando conteúdo sem qualquer interatividade, é preciso curtir, responder, comentar, enfim, interagir.

Estratégia: Existem métricas a serem analisadas que mostrarão informações importantes sobre o que postar, como postar, para quem, horário, etc… Além disso, muitas dessas tarefas você pode automatizar com algumas ferramentas complementares como o [bimo].

E o que mais?

Não é tudo, mas é a base para começar e a partir daí, naturalmente outras melhorias e técnicas vão sendo aprimoradas como: SEO, automação de e-mails, captação de leads, Google Ads, Facebook Ads, etc…

E agora, por onde começar?

É melhor começar devagar, mas na direção certa do que correr na direção errada e não chegar em lugar algum.

 Eu recomendo muito que se você puder fazer um esforço e adquirir esse treinamento, ele será o melhor investimento que você vai fazer, pois tem todo o passo a passo detalhado em vídeo, de forma muito didática e exemplificada.

Mas se você não tiver mesmo nenhuma condição de investir no treinamento, pode começar com essa versão gratuita que já vai dar uma boa ajuda inicial.

As etapas serão basicamente as seguintes:

  1. Escolher o nicho (e os produtos, se for trabalhar como afiliado)
  2. Criar a sua identidade (Nome, logotipo, foto)
  3. Criar o Blog / Site
  4. Criar perfil na rede social
  5. Criar o canal no Youtube
  6. Planejamento do conteúdo inicial
  7. Postagem dos primeiros conteúdos

A partir daí sua estrutura estará montada e virão os trabalhos recorrentes, produção constante de conteúdo e as evoluções e melhorias nos canais.

Vamos agir

Enfim, o sucesso está à frente e transformação começando, o primeiro passo precisa ser dado e depende de você.

Se ficar preso no medo nunca conseguirá prosseguir.

Comente aí qual é o seu medo e o que te impede de avançar, que vou tentar te ajudar.

O Marketing Digital é realmente importante para meu negócio? Como começar?

O Marketing Digital é realmente importante para meu negócio? Como começar?

Todo empreendedor já deve ter ouvido em algum momento que precisa investir em marketing digital, porém, muitos não sabem nem o que é ou como começar, aliás, analisando os vários clientes que atendi ao longo desses anos na área, consigo resumi-los em três grupos:

  1. Anti-net” – Acham que internet é “coisa do capeta” e o não contribui em nada para o negócio deles!
  2. Zeca Pagodinho” – Tocam esse assunto no estilo “Deixa a vida me levar” e vão empurrando com a barriga sem controle e sem resultados significativos.
  3. Antenados” – São os que enxergam na internet a oportunidade de aumentar os negócios.

É muito comum do grupo “Anti-net” e “Zeca Pagodinho” ser surpreendido e ficar apavorado quando percebem que mesmo sem sua atuação ou até mesmo intenção, foram parar na internet, e na maioria das vezes, de forma negativa, através de uma reclamação em uma comunidade de rede social, blogs ou mesmo em sites próprios de avaliação e reputação de empresas, como é o caso do famoso “Reclame aqui”.

Quando o empreendedor é “Antenado”, ele já se prepara antes, construindo sua imagem e presença no mundo digital, disponibilizando aos clientes os meios adequados para atendimento, assim, evita ou diminui os riscos de uma exposição negativa da sua empresa na internet sem qualquer intermediação ou justificativa.

Enfim, esse é apenas um dos vários motivos que mostram a importância do Marketing Digital no meu negócio, independente se é uma pequena empresa ou uma multinacional.

Como fazer?

Um plano detalhado de marketing digital envolve um aprimorado estudo com várias métricas e estratégias, porém, é possível sim iniciar mais simplificadamente e com custos bem reduzidos, que com certeza se converterão em mais clientes e vendas em curto e médio prazo, dependendo do seu segmento.

Conheça seu público e suas preferências

Cada público tem uma preferência e costume na internet. Onde ele está? Gosta mais de vídeos, fotos ou de textos? Gostam de ler? São mais sérios ou descontraídos? Sobre o que pesquisam na internet? Que horário acessam? Existem várias ferramentas que o próprio Google disponibiliza gratuitamente que ajuda a encontrar respostas para essas informações, como o Google Trends, Google Ads, Analytics entre outras.

Comece com uma plataforma e vá ampliando

Não adianta querer estar em todos os lugares ao mesmo tempo e não fazer bem feito em nenhum, com base na resposta da pergunta anterior identifique qual é o melhor canal para iniciar, escolha uma ou duas e quando já estiver familiarizado com ela e fluindo bem, vá ampliando para outras.

O segmento B2B tende a obter mais resultados atuando no LinkedIn que é uma rede social mais corporativa, voltada para negócios e mercado de trabalho. Já os jovens e principalmente o segmento de modas e beleza consegue “bombar” no Instagram, onde a pegada é com fotos e vídeos curtos. Mas isso ainda vai muito além, tem Facebook, blog e o Youtube que são poderosas ferramentas que atende praticamente todos os públicos se utilizadas da forma correta.

Relacione-se e não seja chato

As pessoas estão saturadas de propagandas, então não adianta utilizar esses canais para ficar pulverizando propagandas. Você conseguirá ter resultado quando for relevante para o seu público, e isso pode não ser tão fácil, mas é possível. Pense neles como amigos, relacione entregando conteúdo atraente e útil, que não tenha escancarado a intenção de vender, mas que de forma subjetiva ou indireta possa te manter à vista do cliente.

Cada segmento tem suas particularidades que pode ser utilizada para este fim, por exemplo, uma loja de roupas, pode compartilhar sugestões looks e dicas de moda, mais interessante ainda se conseguir fazer isso para um público mais específico que normalmente sente dificuldade em encontrar boas sugestões, como os mais “gordinhos”, baixinhos, altos, enfim, aqueles que não estão no “padrão de beleza” ditado pela moda convencional.

Vamos utilizar agora outro ramo bem diferente, por exemplo, advocacia, parece algo totalmente frio e sem graça para trabalhar em rede social, porém, já parou para pensar quanta informação e dica útil pode ser compartilhada para chamar a atenção de alguém? Um juro excessivo que uma pessoa paga e nem sabe, um benefício na lei que ela não imagina que existe, e por aí vai.

Coloque emoção e sentimento

A forma como você apresenta uma idéia é que definirá se ela terá ou não sucesso. A maioria das pessoas que estão nas redes sociais tendem à agir pela emoção, principalmente quando se trata de aquisições ou compras virtuais, então, em vez de apresentar um produto ou serviço, pense o que melhorará na vida da pessoa, qual dor será solucionada ou qual a sensação ela terá ao usufruir desse serviço ou produto, e explore isso.

Mas então, como começar?

  1. Analise seu público e escolha uma rede social (Facebook/Fanpage, Instagram, Linkedin, youtube);
  2. Se o seu negócio tem um endereço físico definido, faça o cadastro no Google Meu Negócio, isso ajudará a te posicionar melhor no Google;
  3. Faça o planejamento semanal ou mensal do que será postado, alternando em pelo menos três temas: Dicas, datas comemorativas, novidades/produtos, outros;
  4. Acompanhe, responda rápido, compartilhe com amigos, envolva-se;
  5. Tenha paciência, principalmente no começo, pois o engajamento e envolvimento do público virá com tempo.
  6. Estimule a participação do seu público com perguntas e peça opiniões deles referente algum assunto interessante para eles mas que a resposta possa ser útil para você entender seu público e definir assuntos para os próximos posts.
  7. Se possível, sempre direcione seu público para o seu site, pois lá diminuirá a chance dele se distrair com outras coisas na tela e perder o foco na sua marca.

Comece a fazer, mesmo que não seja o melhor

O maior problema é que normalmente sentimos amedrontados diante de tantas variáveis e informações e ficamos esperando um momento melhor que nunca chegará.

Para isso gosto muito da frase “Feito é melhor que o perfeito”, ou seja, mesmo que não seja o melhor, faça, só assim você conseguirá mensurar o que deu ou não certo e poderá ir melhorando e avançando.

Gostou das dicas? Deixe nos comentários sua dúvida e sugestão que terei maior prazer e ler e responder!

Como Ganhar Dinheiro na Internet

Como Ganhar Dinheiro na Internet

Segundo o Google, todo mês são realizadas mais de 100 mil buscas de como ganhar dinheiro na internet, e isso, sem sombra de dúvida é um prato cheio para espertalhões inventarem as mais mirabolantes estratégias para enganar pessoas que estão em busca desse ideal.

O fato é que existem sim inúmeras formas de utilizar a internet para ganhar dinheiro, algumas honestas, outras nem tanto, algumas momentânea, outras mais duradouras.

Pretendo apresentar a seguir uma das formas, que hoje, pode ser a melhor para ganhar dinheiro de forma consistente, honesta, segura e trabalhando 100% on-line.

Empreendedor Digital

Uma das grandes vantagens de ser um empreendedor digital, ou seja, desenvolver um negócio on-line, é que se ele for muito bem montado e seguir a idéia proposta neste post, (e ensinada neste curso gratuíto) você conseguirá não apenas caminhar rumo à uma liberdade financeira, mas principalmente obter qualidade de vida, podendo ter liberdade de tempo e local, ou seja, poderá trabalhar onde quiser e como quiser. (Dá uma olhada neste post que falo sobre Lifestyle Business)

Depois que você vive a experiência de trabalhar dessa forma, nunca mais quer voltar à tradicional rotina de um emprego fixo ou empresa tradicional.

Eu sei que parece algo muito bom para ser verdade, mas garanto para você que existem hoje centenas de milhares de pessoas que já estão vivendo essa realidade, e todos os dias centenas entram para essa estatística, trazendo o futuro cada vez mais para o presente.

Mas que negócio bom e lucrativo é esse?

Neste primeiro momento, mais importante do que falar sobre um negócio, é explicar o modelo do negócio que proporciona esses lucros e resultados. A grande sacada é utilizar esse modelo, que é basicamente o Marketing Digital, mas não esse marketing digital bagunçado e sem estratégia nenhuma que está cheio na internet, mas sim de forma bem organizada e planejada.

Com essa estrutura de Marketing Digital que estou falando, você pode ganhar dinheiro pelo menos das seguintes formas:

Como Afiliado de Infoproduto

O Hotmart, Eduzz e Monetizze são plataformas que hoje pagam milhões de comissões todos os meses para afiliados que “vendem” produtos de pessoas que criaram seus infoprodutos e disponibilizaram nessas plataformas para serem divulgados pelos afiliados e assim ganharem as comissões, bem vantajosas, chegando a 60% ou até 70%.

Só que não adianta só sair tentando vender insistentemente os produtos porque você não conseguirá obter sucesso assim, no máximo conseguirá uma ou outra venda e não será algo consistente.

Para conseguir ter um sucesso substancial e consistente em Marketing Digital, principalmente no marketing de afiliados, você precisa criar uma estrutura digital (Site, canal no Youtube, Rede social) que gera conteúdo e informação relevante para um determinado nicho, automaticamente essa estrutura começa a criar para você um público selecionado, e esse conteúdo apresentado corretamente ao público, se torna um “vendedor amigo” que trabalha para você 24h encontrando pessoas interessadas nos seus produtos (próprios ou como afiliado) e convencendo-as de que é bom.

O grande benefício é que enquanto no mercado tradicional, para uma venda ocorrer, você ou alguém precisa estar trabalhando ativamente na negociação com o cliente, aqui no digital, tudo acontece de forma natural e automática, o trabalho é apenas na criação dos conteúdos, e depois que ele é publicado, fica permanentemente gerando resultados e vendas.

Afiliado de produtos físicos

Essa mesma estratégia apresentada acima pode ser perfeitamente aplicada nessa modalidade. Embora produtos físicos tenham comissões menores, tem uma procura e aceitação ainda mais forte para vendas.

Lançamento do seu próprio infoproduto

É um caminho um pouco mais trabalhoso inicialmente, mas com certeza permite alcançar resultados muito maiores à médio e longo prazo. Não é difícil encontrar exemplos de pessoas que transformaram um Hobby, uma habilidade, ou uma curiosidade que tinham em algum assunto, em um infoproduto no formato de curso, treinamento, consultoria, guia, e-book, videoaula, etc.

Estou preparando um vídeo onde apresento 10 nichos super lucrativos para infoprodutos, aproveite para se inscrever no meu canal do youtube e receber a notificação assim que eu publicar o vídeo.

Vale lembrar que você não precisa ser o melhor do mundo no seu nicho, o que você precisa na verdade é ter coragem e disposição de compartilhar o que você já sabe em um determinado assunto, que pode ser qualquer coisa que você domina ou que tenha disposição em buscar conhecimento para repassar, e daí claro, da melhor forma possível apresentar isso para o seu público.

O próprio Hotmart criou um treinamento gratuito ensinando como produzir seu próprio conteúdo em 30 dias e disponibilizar na plataforma deles. Você pode conferir aqui

Promovendo uma marca ou empresa

Quando você utiliza a estratégia apresentada nos itens anteriores, e ensinada passo a passo neste curso, você consegue construir um público selecionado com certas características e interesses que podem atrair empresas interessadas em vender ou divulgar para essas pessoas, então, essa empresa pode lhe pagar um bom patrocínio para que você coloque propaganda dela em seus canais ou mesmo a recomende.

Claro que isso deve ser feito com muito cuidado e transparência, procurando sempre priorizar e valorizar esse público e jamais recomendar algo somente pelo patrocínio, pois se seus seguidores perceberem que estão sendo enganados, poderão acabar com sua reputação e consequentemente com seu negócio.

Como começar um negócio on-line de sucesso?

Embora ganhar dinheiro na internet com um negócio on-line seja perfeitamente possível e realizável, não se iluda pensando que será algo simples e que não terá trabalho.

Como todo negócio, é preciso conhecer as estratégias certas e as ferramentas mais apropriadas. A melhor forma de fazer isso é seguindo os passos de quem conseguiu fazer o caminho e está disposto à ensinar o passo-a-passo para outros chegarem lá.

De vários cursos, treinamentos e experiências que já tive, afirmo com toda certeza que o curso Virei Meu Chefe do Rafa Aguiar é um dos melhores para quem quer começar do zero e realmente montar um negócio de sucesso com Marketing Digital, Afiliados ou Simplesmente para divulgar um negócio próprio.

Obter conhecimento para correr na direção certa é o que determinará seu sucesso ou frustração no empreendedorismo digital.

Mas vou tentar resumir aqui as etapas mais importantes

1. Encontrar o nicho ideal para você

Primeiro pense nas coisas que você gosta de fazer, ou que tem um bom conhecimento, ou experiência… Liste todas as opções e depois utilize ferramentas como o Planejador de Palavras Chave do Google ou o Ubersuggest para saber qual é o volume de pesquisa na internet sobre os assuntos relacionados aos seus nichos escolhidos. Também é interessante pesquisar no Yahoo Respostas se há procura pelos assuntos que envolvem esses nichos.

Vale lembrar que aqui é importante ser bem específico, quanto mais aprofundado for o seu nicho, maior a chance de você ter sucesso nele. Por exemplo: Em vez de “Saúde e Bem Estar”, escolher “Emagrecimento”, ou melhor ainda, “Emagrecimento rápido” ou “Emagrecimento  com a técnica XYZ”

Procure focar apenas nos nichos que tenham mais de 1.000 pesquisas mensais. Quanto mais tiver, melhor.

Faça uma lista de todas as palavras-chaves que envolvem esse nicho, anotando a quantidade de buscas, concorrência orgânica e paga.

Se seu objetivo é trabalhar como afiliado, é imprescindível que ainda nessa fase você faça uma pesquisa nas plataformas de afiliados se há bons produtos para os nichos que você selecionou, e agora é o momento de decidir qual nicho prevalecerá. Escolha aquele que além dos critérios anteriormente mencionados, tenham bons produtos para promover.

Por fim, nessa etapa de escolha do nicho, é importante dar uma pesquisada na concorrência, para saber por exemplo, o que os melhores estão fazendo para entregar conteúdo para esse público. Pesquise no Google e no Youtube as palavras-chave que você utilizou para localizar seu nicho e veja os resultados apresentados.

Dica de ouro: Atualmente o Youtube é o segundo site mais acessado no mundo para busca de informação, perdendo apenas para o Google Search, porém, é muito mais fácil obter tráfego pelo Youtube do que pelo Google, então ele passa a ser a melhor opção para atuar e consequentemente para você analisar os concorrentes.

2. Preparar sua estrutura

A estrutura ideal é na maioria dos casos composta de:

Site/Blog: É importante para gerar conteúdo que será localizado pelo Google, e a grande vantagem do site/blog próprio é que ao contrário das redes sociais e plataformas como Youtube, o site é seu e você pode ter o controle das regras. Para que ele aumente a possibilidade de conversão, é importante estar integrado com uma ferramenta de automação de marketing, ou seja, aquela estratégia que oferece ao usuário uma “isca digital” em troca do e-mail dele, assim, você consegue ir construindo uma lista poderosa de leads, automaticamente enviando e-mails mantendo-os ativos e em contato e gerando vendas.

Youtube: Como já mencionei anteriormente, hoje o Youtube tem um poder de tráfego gigantesco, principalmente pelo formato da mídia, ou seja, vídeos são os preferidos das pessoas em geral, principalmente brasileiros.

Vale ressaltar aqui que mesmo que você tenha vergonha ou por algum motivo não queira aparecer nos vídeos, existem muitos formatos de vídeos que você não precisa aparecer, dependendo do nicho ou assunto, pode por exemplo fazer gravações de apresentações em Power Point [Veja aqui como criar um vídeo de apresentação em com o Power Point], gravar a tela no formato de tutoriais, enfim, hoje praticamente tudo dá para transformar em vídeo, o importante é que seja útil e atrativo para o seu público.

Redes Sociais: É importantíssimo para criar um relacionamento mais próximo com as pessoas do seu nicho. O objetivo da rede social não é fazer propaganda, pelo menos não diretamente, mas sim compartilhar amistosamente os conteúdos gerados nos demais canais como o seu site e youtube e interagir com o seu público, criando mais seguidores e conduzindo-os aos seus “conteúdos vendedores”. Autenticidade, interação e frequência, são as chaves de sucesso não só para as redes sociais, mais também para o Youtube e site/blog.

3. Criar conteúdo e melhora constante

Esse é o trabalho que será feito constantemente, porém, depois de um tempo e que você já tiver uma quantidade considerável de conteúdo, poderá trabalhar mais tranquilamente e em um rítimo bem menor, apenas para manter. Inclusive há muitos que depois que chegam em um determinado estágio, contratam pessoas para continuar gerando o conteúdo e ficam apenas na gestão do negócio e colhendo os frutos.

É importante destacar aqui que esse tipo de trabalho, embora possa ser menos desgastante que a maioria dos empregos tradicionais, ele exigirá uma constante busca por conhecimento e atualização, principalmente porque a internet é muito dinâmica, e o que é novidade hoje, amanhã já será ultrapassado.

Enfim, espero que esse texto tenha pelo menos lhe ajudado a vislumbrar pelo menos um novo horizonte de possibilidades com a internet, e se ficou com alguma dúvida o quer saber mais, deixa sua dúvida aí nos comentários que terei maior prazer em lhe responder e ajudar nessa jornada!

Forte abraço e vamos pra cima!

Como transformar sua idéia em produto com o método MVP

Como transformar sua idéia em produto com o método MVP

Uma startup ou qualquer empresa, seja ela grande ou pequena, surge a partir de uma idéia, que algumas vezes se transformam em negócio de sucesso e outras caem no cemitério de idéias fracassadas.

O fato é que nem sempre a idéia é ruim, grande parte das vezes, a forma de desenvolvê-la e transformá-la em negócio é que não foi feita corretamente, por isso, entre as centenas de siglas “gringas” que envolvem o mundo das startups, existe a famosa “MVP” que significa minimum viable product (ou “mínimo produto viável”), e acredite, se colocada em prática ela pode salvar um negócio e economizar anos de vida.

O objetivo é que a partir da idéia original seja criado um protótipo, ou seja, uma versão inicial mais objetiva possível, e assim aplicar o componente central da metodologia lean start-up, que na prática é um ciclo constante de CRIAR – MEDIR – APRENDER, e a cada volta nesse ciclo, uma melhoria e evolução.

Essa é uma regra simples que aprendi na prática à duras provas, quando passei anos investindo dinheiro e tempo desenvolvendo um sistema grande, que no final, não tinha mercado, porque havia muita coisa que em vez de facilitar a venda, atrapalhou pela falta de clareza e objetividade.

Tallis Gomes, em seu livro NADA EASY, exemplifica o MVP utilizando a criação de um veículo.

A idéia comum para a maioria seria talvez criar as rodas, depois a carcaça e por fim o carro está pronto. No processo MVP seria criado primeiro um skate, que depois evolui para patinete, bicicleta, moto até chegar no carro.

É claro que é apenas figurativo para explicar que esse método propõe a entrega do valor base do produto desde o estágio inicial e vai melhorando a experiência do usuário com o tempo.

A principais perguntas a serem feitas para transformar a idéia em um negócio ou produto utilizando o MVP são:

  1. Qual é o objetivo do produto/negócio?
  2. Qual o mínimo formato necessário para que esse objetivo seja realizado?

Perceba que no exemplo acima, o objetivo seria transportar uma pessoa de um ponto A para o ponto B, o que foi possível desde a versão inicial, ou seja, com o skate.

Depois em cada etapa o valor entregue ao cliente foi se tornando mais interessante, mas isso foi sendo aprimorado no percurso conforme a experiência e avaliação do cliente/usuário.

E você? Tem alguma idéia boa de produto? Como fez para validar e testar a idéia?

Negócio como estilo de vida – Lifestyle Business

Negócio como estilo de vida – Lifestyle Business

Uma das partes mais difíceis de começar um negócio é decidir que tipo de negócio deve ser. Sabe que quer começar um negócio e ter sucesso nisso e se tornar rico depois de alguns anos gerenciando esse negócio. Mas quando pergunta qual é o negócio, é comum ficar pensando e pensando.

Para começar, não é tão simples assim, não bastar ter ideias para que as coisas aconteçam. Há certas considerações a serem feitas, e você tem que avaliar seu perfil, seus recursos, suas capacidades e seus interesses, para saber se está pronto para isso.

Felizmente, aspirantes a empreendedores e empresários têm muitas opções para escolher quando se trata de começar um negócio. Pode entrar na indústria de alimentos, talvez, ou entrar no varejo, podem ainda se aventurar na tecnologia da informação ou tentar a sorte em qualquer negócio de manufatura.

Mas há outra indústria que está crescendo atualmente: a indústria do estilo de vida.

Então nós vamos

  1. Definir o que é um negócio de estilo de vida;
  2. por que você deve começar um;
  3. como iniciar um negócio de estilo de vida.

O que é LifeStyle Business?

O que, exatamente, é um LifeStyle Business ou negócio de estilo de vida?

Um negócio, como todos sabemos, é criado com o objetivo de maximizar a receita e obter o máximo de lucros possível. Esta definição, no entanto, não se aplica estritamente a um negócio de estilo de vida.

Um negócio de estilo de vida é aquele que é formado com a finalidade de sustentar ou apoiar a renda e as necessidades pessoais dos proprietários. Ainda é, até certo ponto, orientada para o lucro, mas a maximização da receita não está no topo de sua lista de prioridades.

Em vez disso, o objetivo final de um negócio de estilo de vida é a criação e manutenção de um equilíbrio agradável e harmonioso da vida e do trabalho do proprietário da empresa. Ele gera receita apenas o suficiente para permitir que o proprietário aproveite seu estilo de vida atual, sem afetar adversamente sua vida pessoal.

Prazer é geralmente um ponto-chave em um negócio de estilo de vida. Os proprietários configuram o negócio com base em seu interesse pessoal ou paixão – pode ser um hobby ou simplesmente algo que os entretenha. Isso garante que eles realmente amam e apreciam seu trabalho em seus negócios.

Isso certamente redefine a filosofia milenar de muitos homens de negócios sem nunca misturar negócios com prazer. Em um negócio de estilo de vida, o proprietário pode ganhar dinheiro com algo com o qual está se divertindo.

Podemos dividir as características de um negócio de estilo de vida no seguinte:

  • O proprietário é o único empregado ou, no caso de mais de um proprietário, os fundadores ou proprietários são os empregados da empresa.
  • O proprietário tem uma vida razoável, ganhando uma renda respeitável.
  • O proprietário tem a liberdade de fazer o que quiser com o seu tempo e recursos, para poder decidir quanto tempo é dedicado ao seu tempo de trabalho e ao seu tempo pessoal. Ele tem permissão para perseguir seus interesses e se entregar à paixão enquanto administra a empresa.
  • Não há nenhuma intenção de sair do negócio ou vendê-lo, por isso é construído com planos para operá-lo por muitos mais anos para vir.
  • Qualquer um pode começar um negócio de estilo de vida e fazê-lo crescer.

Muitos têm a impressão de que, quando você inicia um negócio de estilo de vida, é de natureza de tempo integral, mas isso não é verdade.

Você pode começar um negócio de estilo de vida paralelamente, enquanto ainda está empregado ou em um modelo de negócio tradicional.

Alguns dos empreendedores lifestyle mais bem-sucedidos começaram assim: eles tinham empregos e já estavam ganhando dinheiro, mas montaram seus negócios de estilo de vida paralelamente. Então eles decidiram fazê-lo em tempo integral quando o negócio começou a ter sucesso e eles estavam ganhando o suficiente para sustentar seu estilo de vida, mesmo que abandonassem seu emprego anterior.

Resumindo, um negócio de estilo de vida (lifestyle business) é aquele em que o proprietário pode administrar sua empresa sem sacrificar sua vida pessoal, de tal forma que possa viver da maneira que quiser. O ganho financeiro é por motivos pessoais e de estilo de vida.

Negócios de estilo de vida vs. autônomo

Outros argumentam que não há muita diferença entre administrar um negócio de estilo de vida e ser autônomo. Afinal de contas, muitas empresas de estilo de vida envolvem trabalhar em casa, sem funcionários além de você, e você ter controle total do tempo que dedica ao negócio.

Há semelhanças, claro, mas ser autônomo ainda é estritamente um trabalho, porque você adota horários específicos. Por exemplo, você configura um negócio que abre todos os dias, de manhã cedo e fecha todas as noites. Um negócio de estilo de vida não tem essas horas designadas encaixotando você. Você pode conduzir seus negócios a qualquer momento, porque isso não atrapalha a maneira como você vive.

Negócios de estilo de vida vs. Startup

Startups são certamente populares nos dias de hoje. Você costuma ouvir conselhos de muitas pessoas dizendo que, se você quer entrar no negócio e ter sucesso, crie uma startup.

Em comparação com o negócio de estilo de vida, uma startup é o seu oposto. Uma startup é estabelecida com a intenção de fazê-la crescer em ritmo acelerado e ganhar muito lucro nesse curto período.

O crescimento e a geração de receita são seus principais objetivos, portanto, seus proprietários buscam continuamente financiamento para suas atividades de crescimento e expansão. Empresas de estilo de vida, por outro lado, não saem buscando atrair financiamento adicional ou apoio de risco. Todo o financiamento será fornecido pelos proprietários ou pelos fundadores.

Em um negócio de estilo de vida, o proprietário é responsável por ninguém além de si mesmo.

Uma startup tem a responsabilidade de se tornar grande e ganhar dinheiro para poder devolver o investimento dos financistas e investidores, assim como alinhar os bolsos dos proprietários. No processo, os proprietários e os funcionários da empresa terão que fazer tudo o que puderem, até mesmo colocando suas vidas pessoais em espera, apenas para cumprir essa responsabilidade.

Exemplos de negócios de estilo de vida

Um empresário “estilo de vida” já foi questionado sobre o tipo de negócio em que ele está envolvido. Ele respondeu: “envolve escrever, ensinar e gerenciar uma banda que frequentemente sai em turnê por todo o país”.

Para aqueles que não estão familiarizados com o conceito de um negócio de estilo de vida, não parece que é um negócio em tudo. Mas você ficará surpreso com o quão flexível esse tipo de negócio é, então o que ele disse é completamente válido.

Aqui estão alguns dos exemplos mais comuns de empresas de estilo de vida prósperas hoje.

Blogger profissional – Este é provavelmente o negócio de estilo de vida por excelência. Muitos blogueiros agora ganham a vida através de blogs.

Romancistas, poetas, jornalistas… – Estes escritores preferem fazer o percurso freelancer em vez de conseguir emprego em organizações ou empresas estabelecidas. Eles viajam, vão a lugares, experimentam coisas e escrevem sobre eles.

Consultores e assessores – Os serviços de consultores são procurados hoje em dia, desde assuntos relacionados a finanças, direito, tecnologia, saúde, viagens, imóveis e muito mais.

Lojas online – O comércio eletrônico também se enquadra na categoria de negócios de estilo de vida se eles atenderem à definição de um.

Há um equívoco geral de que as empresas de estilo de vida são estritamente conduzidas on-line. Embora na maioria das vezes seja realidade, não é uma regra. Um negócio de estilo de vida pode ser de qualquer tipo, por isso também pode estar offline. Pode inclusive envolver a venda de bens ou serviços físicos.

Por que você deve começar um negócio de estilo de vida (Lifestyle Business)

Um negócio de estilo de vida tem certas vantagens em relação a outros tipos de negócios, e os abordamos brevemente enquanto discutíamos suas características. Vamos dar uma olhada no que eles são.

  • Sua vida pessoal não será sacrificada.
  • Você não está obrigado por quaisquer obrigações de manter certas horas de trabalho, ir onde você é informado pelos seus superiores, ou entregar essa quantidade de trabalho em prazos rigorosos.
  • Não há obrigação para qualquer investidor ou provedor de financiamento de obter muito lucro. Você forneceu o financiamento para o seu negócio, de modo que todos os lucros irão valer a seu favor.
  • Você começa a desfrutar da liberdade de tempo e localização. Você escolhe quando trabalhar, onde trabalhar e quando apenas relaxar e descansar. Mesmo durante as férias, você pode se esgueirar em algumas horas de trabalho.
  • Você consegue controlar a maioria, senão todos, os aspectos do negócio. Você fundou o negócio, você é o empregado, então você define as regras e muda quando quiser.
  • Você também desfruta de liberdade financeira, porque você estará ganhando renda que será capaz de suportar o estilo de vida que você deseja.
  • Você pode esperar um fluxo de caixa positivo desde o início, já que não há outros funcionários para pagar e outros custos e despesas extras para gastar.

Mas também tem desvantagens

  • Você pode se deparar com problemas financeiros, principalmente no início.
  • É mais difícil contratar alguém para ajuda-lo, já que a tendência é procurar empresas maiores para trabalhar. Além do fato de demandar o trabalho remoto e ser um pouco mais difícil de encontrar pessoas com esse perfil.
  • Pensar em ganhos mais modestos, então, se você está entrando em negócios com a expectativa de ganhar milhões de dólares nos primeiros dois anos, você deve repensar isso, pois por mais que dependendo do negócio, seja possível, a probabilidade é pequena.
  • Disciplina de se estabelecer metas e trabalhar para alcança-las, mesmo não estando em um ambiente impulsione isso.

Iniciando seu Lifestyle Business

Como alguém inicia seu negócio de estilo de vida? Dê uma olhada nas dicas a seguir.

Etapa 1: defina seus objetivos.

O primeiro passo é saber o que você quer.

Você tem certeza de que quer começar um negócio, mas quais são os pontos positivos dele?

O que você deseja realizar no seu negócio?

As metas a que refiro aqui são objetivos pessoais: o que você quer que aconteça pessoalmente ao iniciar o seu negócio.

Ao definir suas metas, lembre-se de considerar o seguinte:

A quantidade ou extensão de liberdade que você quer em relação à sua vida pessoal. Isso está relacionado à liberdade financeira, liberdade de localização e liberdade de tempo.

O nível de renda que você considera suficiente para suportar o estilo de vida que você deseja. Esta é maneira de definir um alvo.

Etapa 2: identifique sua paixão e interesse.

Estes são muito importantes porque você estará construindo seu negócio em torno deles. Um negócio de estilo de vida deve ser algo que você ama e gosta de fazer, então você tem que saber o que você é apaixonado ou o que mais lhe interessa.

Tem havido muitas histórias de negócios falhando porque os proprietários de alguma forma perderam o interesse no meio do caminho. É por isso que as empresas de estilo de vida têm maiores chances de sucesso, já que os proprietários são apaixonados pelo que estão fazendo.

Mesmo que as probabilidades pareçam estar contra eles e os obstáculos pareçam intransponíveis, eles não desistem facilmente daquilo que realmente querem e apreciam.

Etapa 3. Encontre um problema.

Agora você tem que identificar problemas que serão resolvidos pelo seu conhecimento sobre o assunto que você está apaixonado ou interessado. É provável que você tenha mais clientes para o seu estilo de vida se tiver algo a oferecer – uma solução para seus problemas.

Você pode encontrar isso tomando nota do que as pessoas estão gastando seu dinheiro. Você também pode começar a olhar para a concorrência, ou outras lifestyle business que são semelhantes ao que você tem em mente. Ao estudá-las, você pode dizer se há um problema que você pode oferecer para resolver ou não.

Etapa 4. Decida os negócios que você desenvolverá.

A partir das avaliações que você realizou nas duas etapas anteriores, agora você pode decidir claramente quais os negócios de estilo de vida que você desenvolverá.

Procure sempre algo que possa ser o mais automatizado possível. Veja se existe uma maneira de empregar tecnologia na condução de seus negócios. Isso facilitará as coisas para você.

Etapa 5. Desenvolva

Esta parte será a mais trabalhosa quando você estiver iniciando seu negócio de estilo de vida.

Obtenha as ferramentas necessárias para se preparar. Se você está pensando em escrever ou se tornar um blogueiro profissional, você tem que ter o básico de criar um blog. Isso inclui aprender e obter as ferramentas de que você precisa. Criei um guia prático em vídeo ensinando como montar seu blog profissional, esse é a base do seu império de renda passiva.

Configure seu blog ou site e coloque em funcionamento. Felizmente, você não precisa ser um especialista em criação ou programação e codificação de sites para poder fazer isso, pois existem plataformas que permitem a criação de um site ou blog sem necessidade de conhecimentos técnicos e com custos bem acessíveis ou até gratuitamente. É apenas uma questão de passar por suas opções e encontrar o melhor ajuste para o que você tem em mente.

Comece a atrair tráfego para o seu site. Existem várias maneiras de atrair tráfego, e talvez você precise estudar um pouco sobre isso. Escrevi aqui alguns posts que podem te ajudar nisso, e tem muitos outros ainda que podem ser facilmente encontrados na internet.

Encontre clientes localmente e explore networks.

Você não precisa depender apenas de clientes on-line ou através do seu blog. Você pode e deve sair e encontrar clientes pessoalmente. Aproveite eventos e encontros para fazer relacionamentos e prospectar.

Comece a construir sua lista de clientes ou leads. Não importa se você tem que começar pequeno, contanto que você faça.

Passo 6. Apenas faça!

É hora de começar os negócios, literal e figurativamente.

Eu no meu “lifestyle business”… A foto tá bem ruim, mas acredite, a brisa do mar estava top demais!

Crie e produza conteúdo de qualidade. Este é, afinal, o principal trabalho de um negócio de estilo de vida. Você precisa criar um conteúdo que resolva os problemas identificados anteriormente.

Permaneça conectado. Não quer dizer que precisa estar 24h on-line, aí seria completamente o oposto do estilo de vida desejado. Mas desenvolva uma presença digital forte respondendo com frequência nas redes sociais e canais digitais, conectado com seu público via mídia social e e-mail, você será capaz de manter-se atualizado sobre os produtos e serviços que eles querem comprar, e os problemas que eles estarão tendo que você pode ter uma solução.

Confie em sua intuição. Isso também é muito importante. É claro que o aprendizado deve ser um processo contínuo. Participe de treinamentos e seminários relacionados ao negócio em que você escolheu entrar. Mantenha-se atualizado com os últimos desenvolvimentos relacionados ao seu campo de interesse escolhido.

A verdadeira beleza de um negócio de estilo de vida está sendo paga pelo trabalho que você gosta tanto que você não vai nem chamar de “trabalho” e viver a vida!

Comece hoje mesmo com o seu estilo de vida e viva a vida ao máximo!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Pin It on Pinterest