Treine sua mente para ter resultados extraordinários

Treine sua mente para ter resultados extraordinários

A nossa mente é uma das principais responsáveis pelo desempenho do nosso corpo, se sua mente não estiver bem, a probabilidade de não ir bem nas demais áreas da sua vida é muito alta.

Essa rotina de treinamento da mente impactará automaticamente em todas as demais áreas da sua vida, ajudando a conseguir harmonia e equilíbrio físico, mental e espiritual, que proporcionará resultados incríveis e qualidade de vida!

Vou listar abaixo 6 atitudes que você deve incluir em sua rotina diária que proporcionará uma melhora significativa da sua mente e conseqüentemente da sua vida.

1) Leia diariamente

Desenvolva esse hábito de ler todos os dias, tire um momento específico para isso e estabeleça metas semanais e mensais de leitura.

Inicie com livros menores até ir se habituando com leituras maiores. Comece com áreas que você tenha grande interesse, mas diversifique para que não ocorra a exaustão e consiga evoluir também em outras áreas.

Com o passar do tempo sentirá falta da leitura quando não puder fazer.

2) Saia da zona de conforto

Toda mudança gera incômodo ou certo desconforto, e isso é fundamental para que você possa evoluir.

Não há crescimento dentro da zona de conforto, portanto, acostume a encarar esse desconforto como um desafio e estabeleça micro recompensas sempre que alcançar uma dessas metas e enfrentar um desses desafios.

Assim você treinará seu cérebro a encarar com mais satisfação essas situações.

3) Anote idéias

Elas podem surgir à qualquer momento e nos lugares mais inusitados, por isso esteja sempre pronto para anotar quando surgir, pois se deixar passar o momento poderá ser uma oportunidade perdida.

Procure concentrar essas anotações em um lugar específico, por exemplo, utilizando o evernote ou Google Keep, e sempre que possível reavalie essas idéias e avance com o planejamento para tirá-las do papel, ou melhor, do smartphone.

4) Faça exercícios

É impressionante como o esporte pode nos fazer sentir melhor! Pode ser desafiador no início para quem não tem costume, mas depois de insistir um pouco verá como os hormônios gerados pelo corpo quando praticamos um exercício, fará você se sentir muito melhor, além é claro, de colaborar para uma melhor saúde.

5) Crie um diário de aprendizado

Pode parecer uma idéia absurda ou até mesmo infantil, mas acredite, fazer um pequeno relatório do seu dia a dia ajudará e muito na organização da sua mente e na sua motivação, pois conseguirá acompanhar a melhorias e evoluções ao longo do tempo.

A dica que dou é que crie um caderno no Evernote e vá criando esses notas diárias. Se preferir poderá também fazer no Google Calendar, assim já fica automaticamente registrada na linha do tempo.

Um bom horário para fazer isso é no final do dia, momentos antes de dormir, assim faz aquela retrospectiva geral e já consegue ter conteúdo para planejar o dia seguinte.

Pode acontecer de algum dia ter muitos eventos, não é preciso anotar tudo, foque naquilo que é relevante, ou seja, que ter significado em um crescimento ou prejuízo pessoal.

Outro grande benefício percebido nessa prática é que a maioria preocupações que costumamos ter são desnecessárias, pois tudo acaba se resolvendo de uma forma ou outra sem a necessidade de ter se preocupado.

Anotando tudo isso terá essas percepções que resultará no aprendizado evitando por exemplo o desgaste com preocupações desnecessárias.

Faça a experiência em 15 dias, depois releia esses diários e me conte o que achou da experiência.

6) Medite

Alguns minutos para meditação ajudará você organizar seus pensamentos, direcionando alimentando e direcionando sua mente no que é realmente bom e importante.

Esse é um bom momento para alimentar sua mente com pequenas e significativas porções de princípios de vida, pequenas frases, conceitos, propósitos, objetivos.

Procure um local calmo, que lhe proporcione paz, tranquilidade e medite alguns minutos nesses princípios, evitando, neste momento, qualquer outro pensamento que desvie seu foco.

Como você tem treinado sua mente?

Tem alguma outra prática ou técnica que você utiliza? Deixe aí nos comentários e compartilhe com a gente.

E se tem alguém que você acredita que esse texto ajudaria, por que não compartilhar com essa pessoa agora?

Negócio como estilo de vida – Lifestyle Business

Negócio como estilo de vida – Lifestyle Business

Uma das partes mais difíceis de começar um negócio é decidir que tipo de negócio deve ser. Sabe que quer começar um negócio e ter sucesso nisso e se tornar rico depois de alguns anos gerenciando esse negócio. Mas quando pergunta qual é o negócio, é comum ficar pensando e pensando.

Para começar, não é tão simples assim, não bastar ter ideias para que as coisas aconteçam. Há certas considerações a serem feitas, e você tem que avaliar seu perfil, seus recursos, suas capacidades e seus interesses, para saber se está pronto para isso.

Felizmente, aspirantes a empreendedores e empresários têm muitas opções para escolher quando se trata de começar um negócio. Pode entrar na indústria de alimentos, talvez, ou entrar no varejo, podem ainda se aventurar na tecnologia da informação ou tentar a sorte em qualquer negócio de manufatura.

Mas há outra indústria que está crescendo atualmente: a indústria do estilo de vida.

Então nós vamos

  1. Definir o que é um negócio de estilo de vida;
  2. por que você deve começar um;
  3. como iniciar um negócio de estilo de vida.

O que é LifeStyle Business?

O que, exatamente, é um LifeStyle Business ou negócio de estilo de vida?

Um negócio, como todos sabemos, é criado com o objetivo de maximizar a receita e obter o máximo de lucros possível. Esta definição, no entanto, não se aplica estritamente a um negócio de estilo de vida.

Um negócio de estilo de vida é aquele que é formado com a finalidade de sustentar ou apoiar a renda e as necessidades pessoais dos proprietários. Ainda é, até certo ponto, orientada para o lucro, mas a maximização da receita não está no topo de sua lista de prioridades.

Em vez disso, o objetivo final de um negócio de estilo de vida é a criação e manutenção de um equilíbrio agradável e harmonioso da vida e do trabalho do proprietário da empresa. Ele gera receita apenas o suficiente para permitir que o proprietário aproveite seu estilo de vida atual, sem afetar adversamente sua vida pessoal.

Prazer é geralmente um ponto-chave em um negócio de estilo de vida. Os proprietários configuram o negócio com base em seu interesse pessoal ou paixão – pode ser um hobby ou simplesmente algo que os entretenha. Isso garante que eles realmente amam e apreciam seu trabalho em seus negócios.

Isso certamente redefine a filosofia milenar de muitos homens de negócios sem nunca misturar negócios com prazer. Em um negócio de estilo de vida, o proprietário pode ganhar dinheiro com algo com o qual está se divertindo.

Podemos dividir as características de um negócio de estilo de vida no seguinte:

  • O proprietário é o único empregado ou, no caso de mais de um proprietário, os fundadores ou proprietários são os empregados da empresa.
  • O proprietário tem uma vida razoável, ganhando uma renda respeitável.
  • O proprietário tem a liberdade de fazer o que quiser com o seu tempo e recursos, para poder decidir quanto tempo é dedicado ao seu tempo de trabalho e ao seu tempo pessoal. Ele tem permissão para perseguir seus interesses e se entregar à paixão enquanto administra a empresa.
  • Não há nenhuma intenção de sair do negócio ou vendê-lo, por isso é construído com planos para operá-lo por muitos mais anos para vir.
  • Qualquer um pode começar um negócio de estilo de vida e fazê-lo crescer.

Muitos têm a impressão de que, quando você inicia um negócio de estilo de vida, é de natureza de tempo integral, mas isso não é verdade.

Você pode começar um negócio de estilo de vida paralelamente, enquanto ainda está empregado ou em um modelo de negócio tradicional.

Alguns dos empreendedores lifestyle mais bem-sucedidos começaram assim: eles tinham empregos e já estavam ganhando dinheiro, mas montaram seus negócios de estilo de vida paralelamente. Então eles decidiram fazê-lo em tempo integral quando o negócio começou a ter sucesso e eles estavam ganhando o suficiente para sustentar seu estilo de vida, mesmo que abandonassem seu emprego anterior.

Resumindo, um negócio de estilo de vida (lifestyle business) é aquele em que o proprietário pode administrar sua empresa sem sacrificar sua vida pessoal, de tal forma que possa viver da maneira que quiser. O ganho financeiro é por motivos pessoais e de estilo de vida.

Negócios de estilo de vida vs. autônomo

Outros argumentam que não há muita diferença entre administrar um negócio de estilo de vida e ser autônomo. Afinal de contas, muitas empresas de estilo de vida envolvem trabalhar em casa, sem funcionários além de você, e você ter controle total do tempo que dedica ao negócio.

Há semelhanças, claro, mas ser autônomo ainda é estritamente um trabalho, porque você adota horários específicos. Por exemplo, você configura um negócio que abre todos os dias, de manhã cedo e fecha todas as noites. Um negócio de estilo de vida não tem essas horas designadas encaixotando você. Você pode conduzir seus negócios a qualquer momento, porque isso não atrapalha a maneira como você vive.

Negócios de estilo de vida vs. Startup

Startups são certamente populares nos dias de hoje. Você costuma ouvir conselhos de muitas pessoas dizendo que, se você quer entrar no negócio e ter sucesso, crie uma startup.

Em comparação com o negócio de estilo de vida, uma startup é o seu oposto. Uma startup é estabelecida com a intenção de fazê-la crescer em ritmo acelerado e ganhar muito lucro nesse curto período.

O crescimento e a geração de receita são seus principais objetivos, portanto, seus proprietários buscam continuamente financiamento para suas atividades de crescimento e expansão. Empresas de estilo de vida, por outro lado, não saem buscando atrair financiamento adicional ou apoio de risco. Todo o financiamento será fornecido pelos proprietários ou pelos fundadores.

Em um negócio de estilo de vida, o proprietário é responsável por ninguém além de si mesmo.

Uma startup tem a responsabilidade de se tornar grande e ganhar dinheiro para poder devolver o investimento dos financistas e investidores, assim como alinhar os bolsos dos proprietários. No processo, os proprietários e os funcionários da empresa terão que fazer tudo o que puderem, até mesmo colocando suas vidas pessoais em espera, apenas para cumprir essa responsabilidade.

Exemplos de negócios de estilo de vida

Um empresário “estilo de vida” já foi questionado sobre o tipo de negócio em que ele está envolvido. Ele respondeu: “envolve escrever, ensinar e gerenciar uma banda que frequentemente sai em turnê por todo o país”.

Para aqueles que não estão familiarizados com o conceito de um negócio de estilo de vida, não parece que é um negócio em tudo. Mas você ficará surpreso com o quão flexível esse tipo de negócio é, então o que ele disse é completamente válido.

Aqui estão alguns dos exemplos mais comuns de empresas de estilo de vida prósperas hoje.

Blogger profissional – Este é provavelmente o negócio de estilo de vida por excelência. Muitos blogueiros agora ganham a vida através de blogs.

Romancistas, poetas, jornalistas… – Estes escritores preferem fazer o percurso freelancer em vez de conseguir emprego em organizações ou empresas estabelecidas. Eles viajam, vão a lugares, experimentam coisas e escrevem sobre eles.

Consultores e assessores – Os serviços de consultores são procurados hoje em dia, desde assuntos relacionados a finanças, direito, tecnologia, saúde, viagens, imóveis e muito mais.

Lojas online – O comércio eletrônico também se enquadra na categoria de negócios de estilo de vida se eles atenderem à definição de um.

Há um equívoco geral de que as empresas de estilo de vida são estritamente conduzidas on-line. Embora na maioria das vezes seja realidade, não é uma regra. Um negócio de estilo de vida pode ser de qualquer tipo, por isso também pode estar offline. Pode inclusive envolver a venda de bens ou serviços físicos.

Por que você deve começar um negócio de estilo de vida (Lifestyle Business)

Um negócio de estilo de vida tem certas vantagens em relação a outros tipos de negócios, e os abordamos brevemente enquanto discutíamos suas características. Vamos dar uma olhada no que eles são.

  • Sua vida pessoal não será sacrificada.
  • Você não está obrigado por quaisquer obrigações de manter certas horas de trabalho, ir onde você é informado pelos seus superiores, ou entregar essa quantidade de trabalho em prazos rigorosos.
  • Não há obrigação para qualquer investidor ou provedor de financiamento de obter muito lucro. Você forneceu o financiamento para o seu negócio, de modo que todos os lucros irão valer a seu favor.
  • Você começa a desfrutar da liberdade de tempo e localização. Você escolhe quando trabalhar, onde trabalhar e quando apenas relaxar e descansar. Mesmo durante as férias, você pode se esgueirar em algumas horas de trabalho.
  • Você consegue controlar a maioria, senão todos, os aspectos do negócio. Você fundou o negócio, você é o empregado, então você define as regras e muda quando quiser.
  • Você também desfruta de liberdade financeira, porque você estará ganhando renda que será capaz de suportar o estilo de vida que você deseja.
  • Você pode esperar um fluxo de caixa positivo desde o início, já que não há outros funcionários para pagar e outros custos e despesas extras para gastar.

Mas também tem desvantagens

  • Você pode se deparar com problemas financeiros, principalmente no início.
  • É mais difícil contratar alguém para ajuda-lo, já que a tendência é procurar empresas maiores para trabalhar. Além do fato de demandar o trabalho remoto e ser um pouco mais difícil de encontrar pessoas com esse perfil.
  • Pensar em ganhos mais modestos, então, se você está entrando em negócios com a expectativa de ganhar milhões de dólares nos primeiros dois anos, você deve repensar isso, pois por mais que dependendo do negócio, seja possível, a probabilidade é pequena.
  • Disciplina de se estabelecer metas e trabalhar para alcança-las, mesmo não estando em um ambiente impulsione isso.

Iniciando seu Lifestyle Business

Como alguém inicia seu negócio de estilo de vida? Dê uma olhada nas dicas a seguir.

Etapa 1: defina seus objetivos.

O primeiro passo é saber o que você quer.

Você tem certeza de que quer começar um negócio, mas quais são os pontos positivos dele?

O que você deseja realizar no seu negócio?

As metas a que refiro aqui são objetivos pessoais: o que você quer que aconteça pessoalmente ao iniciar o seu negócio.

Ao definir suas metas, lembre-se de considerar o seguinte:

A quantidade ou extensão de liberdade que você quer em relação à sua vida pessoal. Isso está relacionado à liberdade financeira, liberdade de localização e liberdade de tempo.

O nível de renda que você considera suficiente para suportar o estilo de vida que você deseja. Esta é maneira de definir um alvo.

Etapa 2: identifique sua paixão e interesse.

Estes são muito importantes porque você estará construindo seu negócio em torno deles. Um negócio de estilo de vida deve ser algo que você ama e gosta de fazer, então você tem que saber o que você é apaixonado ou o que mais lhe interessa.

Tem havido muitas histórias de negócios falhando porque os proprietários de alguma forma perderam o interesse no meio do caminho. É por isso que as empresas de estilo de vida têm maiores chances de sucesso, já que os proprietários são apaixonados pelo que estão fazendo.

Mesmo que as probabilidades pareçam estar contra eles e os obstáculos pareçam intransponíveis, eles não desistem facilmente daquilo que realmente querem e apreciam.

Etapa 3. Encontre um problema.

Agora você tem que identificar problemas que serão resolvidos pelo seu conhecimento sobre o assunto que você está apaixonado ou interessado. É provável que você tenha mais clientes para o seu estilo de vida se tiver algo a oferecer – uma solução para seus problemas.

Você pode encontrar isso tomando nota do que as pessoas estão gastando seu dinheiro. Você também pode começar a olhar para a concorrência, ou outras lifestyle business que são semelhantes ao que você tem em mente. Ao estudá-las, você pode dizer se há um problema que você pode oferecer para resolver ou não.

Etapa 4. Decida os negócios que você desenvolverá.

A partir das avaliações que você realizou nas duas etapas anteriores, agora você pode decidir claramente quais os negócios de estilo de vida que você desenvolverá.

Procure sempre algo que possa ser o mais automatizado possível. Veja se existe uma maneira de empregar tecnologia na condução de seus negócios. Isso facilitará as coisas para você.

Etapa 5. Desenvolva

Esta parte será a mais trabalhosa quando você estiver iniciando seu negócio de estilo de vida.

Obtenha as ferramentas necessárias para se preparar. Se você está pensando em escrever ou se tornar um blogueiro profissional, você tem que ter o básico de criar um blog. Isso inclui aprender e obter as ferramentas de que você precisa. Criei um guia prático em vídeo ensinando como montar seu blog profissional, esse é a base do seu império de renda passiva.

Configure seu blog ou site e coloque em funcionamento. Felizmente, você não precisa ser um especialista em criação ou programação e codificação de sites para poder fazer isso, pois existem plataformas que permitem a criação de um site ou blog sem necessidade de conhecimentos técnicos e com custos bem acessíveis ou até gratuitamente. É apenas uma questão de passar por suas opções e encontrar o melhor ajuste para o que você tem em mente.

Comece a atrair tráfego para o seu site. Existem várias maneiras de atrair tráfego, e talvez você precise estudar um pouco sobre isso. Escrevi aqui alguns posts que podem te ajudar nisso, e tem muitos outros ainda que podem ser facilmente encontrados na internet.

Encontre clientes localmente e explore networks.

Você não precisa depender apenas de clientes on-line ou através do seu blog. Você pode e deve sair e encontrar clientes pessoalmente. Aproveite eventos e encontros para fazer relacionamentos e prospectar.

Comece a construir sua lista de clientes ou leads. Não importa se você tem que começar pequeno, contanto que você faça.

Passo 6. Apenas faça!

É hora de começar os negócios, literal e figurativamente.

Eu no meu “lifestyle business”… A foto tá bem ruim, mas acredite, a brisa do mar estava top demais!

Crie e produza conteúdo de qualidade. Este é, afinal, o principal trabalho de um negócio de estilo de vida. Você precisa criar um conteúdo que resolva os problemas identificados anteriormente.

Permaneça conectado. Não quer dizer que precisa estar 24h on-line, aí seria completamente o oposto do estilo de vida desejado. Mas desenvolva uma presença digital forte respondendo com frequência nas redes sociais e canais digitais, conectado com seu público via mídia social e e-mail, você será capaz de manter-se atualizado sobre os produtos e serviços que eles querem comprar, e os problemas que eles estarão tendo que você pode ter uma solução.

Confie em sua intuição. Isso também é muito importante. É claro que o aprendizado deve ser um processo contínuo. Participe de treinamentos e seminários relacionados ao negócio em que você escolheu entrar. Mantenha-se atualizado com os últimos desenvolvimentos relacionados ao seu campo de interesse escolhido.

A verdadeira beleza de um negócio de estilo de vida está sendo paga pelo trabalho que você gosta tanto que você não vai nem chamar de “trabalho” e viver a vida!

Comece hoje mesmo com o seu estilo de vida e viva a vida ao máximo!

Corri 12 km – Novo recorde pessoal e algumas reflexões sobre a vida e suas conquistas

É impressionante o que podemos aprender com uma simples corrida.

As fases que passamos ali em alguns minutos ou horas que levamos nosso corpo ao seu limite, podem refletir toda uma vida e seus estágios.

Esse é um vídeo tipo “vlog” que gravei hoje ao correr em direção à uma pequena meta pessoal de alcançar a marca de 12 km em uma corrida, e durante esse percurso desafio você à avaliar como estão sendo definido os objetivos e metas na sua vida.

Quantos sonhos ficaram para trás devido as dificuldades e cansaço?

O que você faz quando os imprevistos surgem?

Recentemente me deparei com uma frase de Napoleon Hill que diz:

“Conheço pessoas que triunfam e sempre triunfarão, sabem por quê?

Eu lhes direi porque, porque nunca desistem de seus sonhos e sempre terminam aquilo que começam.”

Napoleon Hill

Sei que esse vídeo aparentemente foge um pouco do contexto desse blog, mas decidi postar ele para motivar você a persistir em seus sonhos com planejamento e um objetivo bem definido, de forma que pouco a pouco ele possa ser alcançado.

E para encerrar essa breve texto, deixo com você esse verso bíblico ilustrando muito bem isso:

Portanto, não corro como quem corre sem alvo, e não luto como quem apenas soca o ar.

1 Coríntios 9:26

Sucesso  para todos nós!

2 apps para economizar e facilitar as compras no supermercado

Sabe aquela lista imensa de compras que a gente acaba se perdendo na hora de ir ao supermercado? Saber o que já foi colocado no carrinho e ao mesmo tempo segurar caneta e papel… Existe um apps que pode te ajudar nessa tarefa chata.

Além disso tem a questão da economia, saber se determinado produto está mesmo com preço bom não é uma tarefa tão simples.

Então veja no vídeo esses dois aplicativos que utilizo nas minhas compras de supermercado e que pode ajudar muito você a agilizar e economizar nessa tarefa tão importante e exaustiva.

Google Keep

No vídeo eu mostro na prática como ele me ajuda para lista de compras, mas suas funcionalidades vão muito além disso, principalmente se explorar os recursos como cores, etiquetas, alertas de data e local, entre outras funções.

Eu utilizo ele para notas rápidas, aquelas que não precisam muita informação ou formatação, ou até mesmo para documentar uma situação que preciso lembrar depois.

Depois que começar a utilizar o Google Keep percebe que ele se transforma em um “Canivete Suiço” podendo facilitar muito a vida em momentos de apuros e quando a memória falha.

Você pode baixar o app Google Keep clicando aqui

Melhor Preço

Esse é um app “parente” do Nota Paraná, pois utiliza a base de dados dele para apurar os preços dos estabelecimentos próximos à você e te informar onde está mais barato determinado produto.

Além da função de consulta do preço em tempo real, também é possível salvar uma lista de produtos nele e ver na soma da lista onde fica mais barato realizar a sua compra.

Você pode baixar o app Melhor Preço clicando aqui 

O que é Cloud computing – Computação em nuvem – Simplificado

O que é Cloud computing – Computação em nuvem – Simplificado

Semana passada um cliente me perguntou: 

Jackson, como faço para colocar esse negócio de nuvem na minha empresa?

Embora imaginar essa cena literalmente seja um tanto engraçado, o fato é que a computação em nuvem (Cloud Computing) já é uma realidade na minha e na sua vida e muitas vezes nem sabemos disso, muito menos o que é.

Hoje vou tentar de forma bem simples explicar o básico da “nuvem”, quais as suas vantagens e desvantagens e como isso afeta o seu dia a dia.

O computador e internet antes da nuvem

Para entender melhor, precisamos voltar um pouquinho no tempo e lembrar como utilizávamos o computador alguns “dias atrás”.

Os programas, documentos, mídia, tudo era instalado e armazenado apenas no computador, inclusive os e-mails.

Então, de certa forma, sua “vida” ou seu “trabalho” estava naquele computador, e aparentemente estava tudo bem, até o windows apresentar aquela maravilhosa tela azul, ou um vírus “trojan horse” daquele pendrive infectado do seu amigo entrar no computador e o caos estava feito.

Um detalhes interessante é que sempre existiram os mais conservadores que esperam a tecnologia avançar alguns anos para evoluírem, neste caso, tinha os que “não confiavam em computadores” e preferia manter tudo anotado em agendas, cadernetas, paredes, etc… Mas também corria o mesmo risco, perder a agenda, molhar, o rato roer, enfim, nada é 100% seguro nessa vida.

A internet nesse período já estava à todo vapor, porém, para os usuários finais, a sua principal utilidade ainda se restringia em ser uma poderosa fonte de informação e transferência de dados.

A coisas evoluíram ainda mais e iniciou uma nova tendência.

A migração para a nuvem

Acredito que a primeira ferramenta da nuvem a ser explorada de forma mais massiva por usuários em geral foi o e-mail através do webmail.

Antes dele os e-mails dependiam quase que obrigatoriamente do Outlook (ou outros clientes de e-mails pouco conhecidos), e aos poucos foram surgindo cada vez mais aplicações que não precisavam mais serem “instaladas” no computador, elas passaram a “rodar” direto da internet, trazendo então a agilidade e mobilidade, eliminando a dependência de um dispositivo específico porque as informações, documentos ou arquivos que precisamos não ficam “presos” em um computador pessoal, mas sim passam a estar agora nessa “nuvem” que é a internet.

Em resumo, podemos dizer então que a nuvem é uma imensa rede de mega computadores interligados que chamamos de servidores, eles fornecem aplicações, informações e dados para você acessar em qualquer dispositivo que você tiver conectado à internet.

A segurança antes e depois da nuvem

Falar em segurança neste contexto é muito relativo, complexo e polêmico, mas objetivo aqui é ser bem prático e menos filosófico, então vou levar em consideração dois aspectos, que são eles: Preservação dos arquivos e sigilo.

Preservação dos arquivos

Antes do cloud computing, sem dúvida alguma, o problema de preservação de arquivos era muito mais complicado, a perca de dados era um risco constante, e toda vez que havia a necessidade de formatar um computador já sentíamos aquele frio na espinha dorsal. Isso porque como já falamos antes, tudo estava naquele computador, então era backups e backups e mesmo assim sempre restava uma dor de cabeça com versão de arquivos e problemas do tipo.

O Cloud Computing agilizou exponencialmente isso, afinal, quando batemos uma foto pelo smartphone, em alguns segundos ela estará codificada e replicada em vários servidores sendo utilizada em redes sociais e possivelmente em outros serviços de internet como por exemplo Google Maps. Isso também vale para qualquer tipo de documento e arquivos de vídeo ou áudio.

Então, na era do cloud computing você só perde arquivos se realmente estiver muito off-line ou desatento!

O Sigilo ou privacidade na internet

Mas apesar do transtorno mencionado acima, na preservação dos arquivos, era inegável que havia um pouco mais de sigilo, afinal, sabíamos exatamente em quais máquinas ou mídias específicas nossas informações e arquivos estavam, com exceção é claro, dos mais “desavisados” que não tinha qualquer cuidado com vírus e compartilhamento de arquivos.

Hoje, o cuidado que tínhamos anteriormente em não perder os arquivos deve ser direcionado em não “vazar” ou distribuir eles equivocadamente.

Claro que a tecnologia evoluiu muito e com isso os sistemas vão se tornando cada vez mais avançados também no quesito de segurança, porém, com o avanço das coisas boas há também das coisas ruins, então, a sensação de invasão de privacidade é uma realidade cada vez mais presente e os riscos vão bem além do financeiro.

Não é raro vermos notícias de crimes planejados com informações vazadas na internet, isso é consequência muitas vezes do mal uso das novas tecnologias atreladas à computação em nuvem.

Pretendo criar uma série de vídeos e posts que ensinará boas práticas e dicas para aumentar um pouco mais a segurança na utilização dessas soluções, então se inscreva no canal e no blog para receber as notificações conforme eu for disponibilizando esse material que poderá ajudar muito.

Benefícios do cloud computing para a empresa e negócios

Redução de custos escondidos

Embora em uma primeira análise possa parecer que o formato de aplicações em cloud sejam mais caras, normalmente por causa do formato de pagamentos que é o SaaS (Software como serviço), se fizermos as contas corretas analisando todos os custos de infraestrutura computacional e profissionais para manter essa infraestrutura, na grande maioria dos casos a economia pode ser muito significativa.

Agilidade na implantação

O fato de já estar tudo pronto, bastando apenas criar as contas (cadastros) e parametrizar o sistema, torna a implantação dele muito mais rápida do que o método antigo de instalar, configurar, resolver conflitos de versões de sistema operacional, etc.

Aprendizado rápido

As aplicações em nuvem normalmente segue uma tendência de usabilidade que proporciona uma curva de aprendizado melhor, isso porque fornece aplicações mais intuitivas e seguindo tendências de grandes plataformas utilizadas em massa hoje como Google, Facebook, Microsoft, etc…

Velocidade e Mobilidade

A facilidade de iniciar um projeto ou documento em um dispositivo e em segundo ele estar disponível para ser continuado de onde parou em qualquer outro dispositivo, sem preocupação e trabalho de enviar cópias manualmente pra lá ou pra cá. 

Colaboração e compartilhamento

Outro espetacular benefício é o compartilhamento rápido e direcionado para pessoas ou grupos específicos, inclusive com algumas ferramentas possibilitando o trabalho de uma equipe em tempo real em um mesmo documento ou projeto e todos poderem acompanhar o andamento em tempo real.

Liberdade de escolha do sistema operacional

Você não precisa mais ser refém do windows porque tal programa só roda no windows! Uma característica bem comum em aplicações em nuvem é o fato de poderem ser acessadas a partir de um navegador web, que naturalmente está disponível em qualquer sistema operacional. Mas existem aplicações que utilizam necessariamente um navegador, mesmo assim é normal elas serem desenvolvidas para multiplataformas, o que não acontecia antigamente. 

E agora, tem como fugir disso?

Sinceramente, hoje é praticamente impossível fugir disso, quase tudo que está ao nosso redor está de certa forma conectado de alguma forma e utilizando a nuvem para seu funcionamento.Mas não acredito que seja motivo de pânico, nem tem por que querer fugir, se você souber utilizar e tomar alguns cuidados usufruirá de muitos benefícios que facilitarão muito seu dia a dia e poderá contribuir para uma vida mais produtiva, porém, o mal uso além de colocar em risco, pode torná-lo dependente ou refém da tecnologia.

O segredo está na seu conhecimento colocado em prática e alinhado ao auto-controle, mas sobre isso também falaremos futuramente por aqui, se Deus permitir!

Quer subir para a nuvem?

Sei que você já está utilizando mesmo que inconscientemente, mas se você quiser utilizar de forma organizada e estratégica na sua empresa ou na sua vida pessoal e não sabe por onde começar, me chame para conversarmos sobre isso e acredito que posso te ajudar 😉 

Por enquanto fico por aqui e já te convido a deixar aqui nos comentários se você conseguiu entender o que é a computação em nuvem que tanto falam, se utiliza e o que acha?

Mesada e educação financeira dos filhos

Mesada e educação financeira dos filhos

Finanças pessoais, por si só, já é um assunto complexo e polêmico, quando aliamos isso aos filhos e à educação, daí a coisa fica ainda mais complicada, porém, é um assunto de altíssima importância e fundamental para quem deseja um futuro sólido e saudável para os filhos.

Mas hoje vamos falar sobre “MESADA”, devemos dar ou não? Como fazer?

Não, não é esse tipo de mesada!!!

Essa era uma dúvida inicial nossa, mas analisando todos os pontos percebemos que pagando de forma sistemática, organizada e regular uma mesada para eles, poderíamos já introduzir a educação financeira e ir preparando-os para a vida.

Porém, para surtir o efeito desejado, construímos algumas regras e fundamentos que vamos resumidamente tentar explicar neste post.

Definir o valor base da mesada

É interessante iniciar com um valor baixo, que não venha pesar muito no orçamento e comprometer a regularidade, pois além do valor fixo há algumas variáveis que poderão aumentar consideravelmente. Além disso é importante ter folga para ir fazendo os reajustes anuais conforme a sua renda ou salário também ir aumentando.

Em nosso caso, como são 2 filhos que recebem mesada, iniciamos com o valor base de R$ 20,00 (+/-) variáveis

Variáveis conforme desempenho

Também temos em casa uma tabela onde estabelece bônus para metas ou desafios alcançados e multas para faltas.

Por exemplo, eles ganham R$ 10,00 para cada nota 10 no boletim, então, já sabemos que a cada bimestre poderemos desembolsar um dinheiro a mais conforme o desempenho escolar deles. Essa tabela de bônus nós reciclamos e atualizamos, pois acontece de alguns itens se tornarem obsoletos e surgirem outras necessidades. O importante é estar atendo à essa dinâmica e identificar as necessidades de incentivo e estímulo que os filhos estão tendo no momento.

Quanto aos descontos ou multas, são aquelas situações que não queremos que ocorram, por exemplo… Mentir, brigar com o irmão, deixar de cumprir alguma tarefa doméstica, ocorrência escolar, etc…

Sabendo o valor das coisas

Depois de um tempo percebemos que estava havendo desperdícios com produtos de higiene pessoal como shampoo, gel e perfume. Decidimos então que fazer um aumento de R$ 5,00 mensais na mesada deles e deixar esses produtos serem comprados por eles. Bingo! Isso ajudou reduzir consideravelmente o desperdício, tanto no uso quanto na escolha de marcas caras! Agora eles sabem que se gastar além do necessário o dinheiro deles vai render menos.

Prestação de Contas

Outra regra estabelecida é que eles são obrigados a apresentar mensalmente, no momento antes de receber a mesada, a prestação de contas do dinheiro deles em um livro caixa.

Veja nesse vídeo no vídeo acima que gravamos ao vivo esse momento da “auditoria” e pagamento da mesada deles.

Responsabilidade Social e Princípios

Como somos cristãos (Adventista do sétimo dia), acreditamos o princípio bíblico para dízimos e ofertas, assim ensinamos também nossos filhos a honrar esse princípio, assim, quando recebem já estabelecem os devidos percentuais para esses fins, inclusive para programas sociais de ajuda ao próximo.

Caso você não tenha esse costume ou princípio, acho importante pelo menos incentivá-los à contribuir para alguma causa social, para construir neles o senso de responsabilidade social e neutralizar o egoísmo que é natural do ser humano.

Planejando o Futuro

Outro princípio que estabelecemos para eles e tem dado muito resultado é o de poupar. Procuramos motivá-los a pensar em conquistas a longo prazo para que aprendam a planejar o futuro consigam ter o equilíbrio evitando um perfil de consumo desenfreado.

Claro que se não houver micro-recompensas a curto prazo, pode ocorrer a desmotivação e o sistema deixa de funcionar, então a palavra-chave é EQUILÍBRIO, eles gastam uma parte com algo de menos valor e satisfação instantânea mas sem comprometer o percentual estipulado para a conquista do sonho maior.

Ajustes e inovação

Temos que entender que os filhos crescem, e cada fase há mudança nos gostos, costumes e pensamentos, então para que esse sistema que visa o estabelecimento de princípios financeiros saudáveis continue funcionando, é necessário estar em constante COMUNICAÇÃO com os filhos e ir realizando os ajustes e melhorias conforme cada fase, cenário e circunstância.

Infelizmente não existe uma única receita ou fórmula mágica, mas esse método tem funcionado muito bem na nossa família e também com alguns amigos que resolveram aplicar.

Se você gostou dessa idéia ou tem alguma outra idéia sobre educação financeira dos filhos, compartilhe conosco aqui nos comentários e vamos juntos construir uma sociedade mais equilibrada e educada 😉

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Pin It on Pinterest